domingo, 12 de dezembro de 2010

REVOLUÇÃO GRACELIANA DOIS.


UNIFICAÇÃO ENTRE A FÍSICA, QUÍMICA, ASTRONOMIA E COSMOLOGIA [ depende do estágio e maturação cósmica para que os fenômenos se processam. O estágio cósmico determina o estágio físico, este determina o estágio químico e seus fenômenos, e estes determinam o estágio e fenômenos astronômicos.


Estes estágios e maturação juntamente com o poder divino e o propósito metafenomênico e metaexistencial determinam a existência da vida, da mente, da realidade, dos espíritos.

OU SEJA, A UMA RELAÇÃO, UMA INTERAÇÃO E UNIDADE ENTRE A REALIDADE METAFÍSICA, BIOLÓGICA, PSÍQUICA, E CÓSMICA DA MATERIALIDADE.

Assim, uni-se a numa só realidade de interação e propósito a teologia, filosofia, biologia, psicologia e a cosmologia.



Uma só teoria que engloba o alinhamento dos satélites, dos planetas, estrelas, galáxias, e do cosmo.

E desalinhamento pelo afastamento da faixa graceli.

E do também do afastamento [recessão] progressivo entre os astros.

E da elipcidade e deselipcidade dos astros.

Rotação, translação, afastamento, lateralidade, balanço de órbitas e de rotação.

Órbitas, variação e fluxos de órbitas e de rotação, alinhamento e desalinhamento, elipcidade, balanço.

Formato e formatação de astros, desintegração.

Anelação, disco, e esferificação.

Números de satélites.


SOBRE A IDADE DO UNIVERSO.

A idade do universo deve ser medida com a velocidade de recessão [afastamento] e distâncias dos superaglomerados. Com isto a idade vai próxima do infinito.


SOBRE A EXPANSÃO DO UNIVERSO.

Não é o espaço que expande, mas a matéria que se desloca [movimento de recessão], rotação, lateralidade e translação.


O espaço não é curvo, não tem forma.

O tempo não existe como coisa em si.

O universo é regido por energia e gracelons.


A razão é a razão do cosmo, ou seja do estágio e maturação cósmica, e a metaexistencialidade que determina a vida, o ser, e a realidade.

Ou seja, há uma relação e interação entre o poder divino, maturação cósmica, metafenomenos, fenômenos, realidade e ser.


A realidade é metafenomênica e reflete o estágio da maturação cósmica.

A mente é uma ferramenta da vida.

A vida é produto da maturidade e estágio cosmológico.

E há um poder superior regendo tudo.

O divino não é parte da natureza, não está dentro dela, mas age sobre ela com o seu poder.

O divino é imanente, ou seja, existe em si, e não transcende. O que transcende é o seu poder.

Nenhum comentário:

Postar um comentário